Sou apenas a Amoreira


A Manela entendeu enviar um poema sobre a Amoreira de Ruivós. Sobre a Amoreira de todos nós. SOU APENAS A AMOREIRA Nua e sem folhedo, tantos Invernos passaram, mas todas as primaveras minhas folhas renovaram. Pardais, melros, andorinhas, bailando no céu azul, saltam, pulam, Cantam, dançam, alegres ao verem sustento quando desponta uma cor porContinue a ler “Sou apenas a Amoreira”